­

startfoto

As águas de Bad Ragaz (Suíça) têm uma longa história. Em 1240, um caçador do mosteiro local descobriu uma fonte termal próxima do povoado de Pfäfers. As atividades balneárias começaram logo em seguida, após terem sido escavadas banheiras na rocha da profunda grota. Em vista do perigoso acesso na época, os pacientes ficavam imersos continuamente por seis a sete dias, com exceção de uma noite intermediária para descanso (Hemmerli, 1453). Em vista do crescente interesse e do desenvolvimento de um centro de saúde, em 1840 estas águas termais foram canalizadas vale abaixo para a cidade de Bad Ragaz. Os pacientes então permaneciam sentados por horas na água procurando curar-se de seus padecimentos físicos e mentais.

Nas primeiras décadas do século XX, começou a evoluir o conhecimento sobre os benefícios à saúde decorrentes do movimento. Por volta de 1930, os fisioterapeutas começaram a utilizar a água para tratar de uma forma ativa os pacientes com lesões periféricas ou redução do arco de movimento. Os terapeutas prendiam os pacientes a pranchas na água para proporcionar resistência à execução dos movimentos (Ott, 1955). Estes movimentos eram unidirecionais e simples, baseados naqueles realizados no solo, apenas que realizados na água. No início da década de 1950, em Wildbach (Alemanha), foi introduzida a técnica de dotar os pacientes de flutuadores circulares e fazê-los movimentar de/para o fisioterapeuta (Tum Suden, 1955, 1972 e Knupfer, 1956, 1958). Em virtude da resistência manualmente aplicada, o fisioterapeuta enfocava especificamente o problema do paciente. O Método de Wildbach concentrava-se em exercícios de estabilização e fortalecimento.

Sob a perspectiva da neurofisiologia e da fisiologia do exercício, o Método de Wildbach não atendia satisfatoriamente aos princípios da especificidade e precisão. Com a introdução das técnicas da facilitação neuromuscular proprioceptiva (PNF) (Kabat,1952, 1953 e Knott, 1968), os fisioterapeutas europeus tentaram incorporar os movimentos tridimensionais à terapia aquática (Davies, 1967). Foi porém o trabalho conjunto de Egger e McMillan que conduziu a um conceito satisfatório para a integração dos movimentos diagonais, tridimensionais e constituir o então denominado Novo Método de Bad Ragaz com Anéis (Zinn, 1975 e Egger, 1990).

Copyright © Johan Lambeck / Urs Gamper
All rights reserved

General Data protection Regulation statement

twitterfacebook

­